Quarta, 17 de Julho de 2024
  • Quarta, 17 de Julho de 2024

'Tavinho' era considerado bom vizinho e falava abertamente que roubava carros

Ele morava há cerca de seis meses na casa onde trocou tiros com a polícia nesta madrugada

MIDIAMAX/ANA OSHIRO E KARINA CAMPOS


Tavinho tinha 18 anos e foi morto em confronto (Foto: Redes Sociais)

De acordo com moradores da região onde Otávio Augusto Pereira Martins, de 18 anos, foi morto em confronto policial, na madrugada deste sábado (8), o jovem não tinha vergonha de cometer crimes e falava abertamente que roubava carros para viver.

Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, ele morava no local há cerca de seis meses e nunca teria dado problema para os vizinhos. 'Ele era tranquilo, não fazia festa, não tinha algazarra, não incomodava ninguém, mas sempre tinha movimentação de gente suspeita aí na casa', contou um morador de 27 anos, que pediu para não ser identificado.

Testemunhas relataram não ter ouvido barulho de tiro durante a madrugada, mas sim muitos latidos de cachorros e então a movimentação policial. 'Ele já tinha me falado que se a polícia pegasse ele, seria para matar e que esperariam ele completar 18 anos. Não deu outra', relata o morador.

Confronto

De acordo com o boletim de ocorrência, Tavinho, como era conhecido, foi morto depois que a polícia foi verificar denúncias de um Fiat Fiorino, com registro de furto, que estava sendo usado para cometer crimes. Durante rondas, os policiais encontraram o carro estacionado na frente da casa de Tavinho, na Rua Doutor Pereira Leite, no Jardim Samambaia.

Como o portão estava aberto e o local já havia sido alvo da polícia outras vezes, a equipe entrou na vila de casas e encontrou Tavinho na primeira residência. Durante entrevista preliminar para entender o que estava acontecendo, o jovem atirou contra os policias, mas atingiu a porta da casa.

A equipe mandou ele soltar a arma, mas Tavinho realizou mais um disparo. Para se defender, o policial atirou duas vezes e atingiu o jovem, que foi desarmado e socorrido com fortes sinais vitais, segundo o boletim de ocorrência. Ele foi encaminhado para a UPA Tiradentes pelo Batalhão de Choque, chegou a ser atendido por uma médica plantonista, mas não resistiu.

Vida bandida

Otávio colecionava mais de vinte passagens policias desde quando tinha apenas 13 anos de idade. Ele era conhecido como 'Tavinho' e completou a maioridade no dia 22 de março. Conforme apurado pela reportagem, o primeiro crime cometido foi em 2018, quando ele foi apreendido por furto.

Ao todo há 23 ocorrências registradas no nome do rapaz. Ele morreu na UPA Tiradentes após atirar contra policiais na casa onde vivia. Entre os casos na ficha de 'Tavinho' estão receptação, furto qualificado mediante concurso de pessoas, lesão corporal dolosa, porte ilegal de arma de fogo, furto qualificado com destruição de obstáculos e adulteração de sinal identificador de veículo.

Um dos casos mais recentes na ficha do rapaz é de dezembro de 2022, quando ele foi apreendido com R$ 70 mil em produtos furtados de uma tabacaria. Na época, ele abriu o próprio comércio, no Bairro Maria Aparecida Pedrossian, onde vendia todos os materiais que havia furtado e confessou que participou do furto com essa intenção.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.