Sexta, 19 de Julho de 2024
  • Sexta, 19 de Julho de 2024

Programa leva cinemas a pequenas cidades do interior do Rio de Janeiro

Município de Areal foi o primeiro que recebeu a atração

ALANA GANDRA


© SECEC-RJ/Divulgação

O governo fluminense está implantando, neste mês de abril, cinco novos complexos cinematográficos no interior. O primeiro dos cinco cinemas foi inaugurado na última semana em Areal, no centro-sul do estado do Rio de Janeiro, dentro do projeto Cine+, com o objetivo de ter 1,5 mil sessões por ano, a maioria gratuita, e algumas com preços populares. Está programada ainda para abril a entrega à população de salas de audiovisual em Guapimirim, Itaocara, Casemiro de Abreu e Paraty.

Por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SECEC RJ), a ideia é entregar, no total, oito novos complexos cinematográficos em cidades do interior ao longo deste ano, através do programa Cinema da Cidade. As novas salas funcionarão em Miracema, Cordeiro e São Pedro da Aldeia.

A secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, Danielle Barros, explicou que a meta é ampliar a oferta para pessoas que nunca tiveram a oportunidade de vivenciar a experiência de ver um filme na tela grande. “São projetos que estão sendo executados em cidades de pequeno e médio porte, que historicamente não contavam com esse tipo de serviço'. Para Danielle, esse é o verdadeiro sentido de cultura: estar mais presente na vida de todos, em ações de democratização do acesso.

O diretor executivo do projeto, Felipe Milhouse, informou que a Rede Cine+ oferecerá também cursos de audiovisual para jovens. “É um cinema-escola. Vamos oferecer capacitação técnica e artística para jovens que tenham interesse em adquirir conhecimento na área de gestão para equipamentos de fruição audiovisual'.

O projeto Cine+ tem patrocínio do governo do estado do Rio, em parceria com a Enel, e realização da empresa Quitanda Soluções Criativas, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. O investimento total para instalação de complexos exibidores em Areal, Casimiro de Abreu, Guapimirim, Itaocara e Paraty é de R$ 3,6 milhões. Todos esses municípios têm até 250 mil habitantes.

Já as obras do programa Cinema da Cidade apontam para a entrega, ainda em 2023, dos cinemas de Miracema, Cordeiro e São Pedro da Aldeia. Outros cinemas deverão ser inaugurados em Mendes, Bom Jardim e São Fidélis, totalizando investimento de R$ 27 milhões.

O programa Cinema da Cidade se diferencia do Cine + porque engloba duas salas de cinema, com espaço multiuso, atendendo características específicas dos territórios. A secretária Danielle Barros informou que está sendo feito um grande esforço, em parceria com a Agência Nacional de Cinema (Ancine), para agilizar as entregas dos complexos cinematográficos. O programa atende municípios com população entre 20 mil e 100 mil habitantes.

Edição: Aline Leal



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.