Sexta, 19 de Julho de 2024
  • Sexta, 19 de Julho de 2024

Governo de SC anuncia implementação de segurança armada em escolas estaduais

Jorginho Mello informou que bombeiros ou policiais civis e militares poderão realizar a patrulha no entorno da instituição de ensino; ação ocorre dias após um massacre que vitimou quatro crianças na cidade de Blumenau

JOVEM PAN / JOVEM PAN


Movimentação de policiais e equipes de resgate diante do Centro de Educação Infantil Cantinho Bom Pastor, na cidade de Blumenau / DENNER OVIDIO/ISHOOT/ESTADÃO CONTEÚDO

O governador de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL), utilizou as suas redes sociais nesta segunda-feira, 10, para anunciar a implementação de um protocolo de segurança para as escolas estaduais. “Teremos um bombeiro, um policial civil ou militar para cada colégio para proteger nosso maior patrimônio: as nossas crianças”, afirmou o político. Mais cedo, durante evento que expôs as conquistas de seu governo ao longo dos primeiros 100 dias à frente da gestão estadual, o ex-senador falou sobre o projeto e disse que há a possibilidade de convocação de policiais aposentados para exercer a função. “Vamos recrutar policiais militares, civis e bombeiros militares para que possam ir fardados, com colete e armados nas escolas. Onde a criança estiver eles precisam ficar junto”, pontuou.

No pacote de ações anunciadas pelo governo, estão: reforço na ronda escolar; implementação de um profissional de segurança armado em todas as 1.053 escolas estaduais; formulação de um protocolo de treinamento aos professores, para que o corpo docente tenha uma “reação rápida e segura” em caso de novos ataques; desenvolvimento de um centro integrado que contará com a inteligência policial na prevenção de massacres; estruturação de um Comitê Permanente de Segurança nas Escolas com a intenção de monitorar, avaliar e sugerir novas ações para coibir massacres escolares. A iniciativa ocorre após um ataque à creche Cantinho Bom Pastor, na cidade de Blumenau. No local, um rapaz matou quatro crianças utilizando um machadinho. Após o ocorrido, a prefeitura optou por conceder férias à rede municipal de ensino com o objetivo de estruturar a contratação de uma equipe de segurança privada para atuar nas escolas e creches municipais. Anunciada pelo prefeito Mário Hildebrandt durante o fim de semana, o recesso terá a duração de uma semana e as aulas para crianças e adolescentes do ensino infantil e fundamental serão retomadas na próxima segunda-feira, dia 17 de abril. Anunciamos agora um novo protocolo de segurança para as escolas de #SantaCatarina: teremos um bombeiro, um policial civil ou militar para cada colégio para proteger nosso maior patrimônio, as nossas crianças. @pmscoficial @cbmscoficial @pcscoficial — Jorginho Mello (@jorginhomello) April 10, 2023 Leia também Duas semanas após ataque, escola de SP volta às aulas nesta segunda Identificamos 511 perfis com apologias ou ameaças de ataque a escolas nos últimos dois dias, diz Dino

Anunciamos agora um novo protocolo de segurança para as escolas de #SantaCatarina: teremos um bombeiro, um policial civil ou militar para cada colégio para proteger nosso maior patrimônio, as nossas crianças. @pmscoficial @cbmscoficial @pcscoficial

— Jorginho Mello (@jorginhomello) April 10, 2023



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.