Terça, 16 de Abril de 2024
  • Terça, 16 de Abril de 2024

Líder de facção criminosa do Brasil é preso no Paraguai

Conhecido como 'Formiga', suspeito com passagem pelo Comando Vermelho e ligação com PCC foi entregue a autoridades brasileiras

R7 / INTERNACIONAL | POR AGêNCIA EFE


Fronteira entre Brasil e Paraguai é usada por traficantes de armas e drogas - Wikimedia Commons

A Senad informou nesta quinta-feira (15) que as autoridades do Paraguai capturaram e expulsaram três brasileiros supostamente ligados a uma organização que negocia o tráfico de armas e drogas com o PCC.

As prisões aconteceram no município de Salto del Guairá, capital do departamento de Canindeyú, localizado a poucos quilômetros da fronteira com o Brasil.

A Senad indicou que os detidos seriam integrantes de uma organização identificada como 'A Massa', considerada dissidente do Comando Vermelho.

Um dos detidos foi identificado como José Renan Oliveira, conhecido como 'Formiga', que tem pelo menos três mandados de prisão no Brasil por homicídio e outros 23 processos por crimes como 'tráfico de drogas, associação criminosa e tráfico de armas', explicou o porta-voz da Senad, Francisco Ayala, em vídeo enviado à imprensa.

'Formiga', segundo a Senad, é considerado um traidor pelo Comando Vermelho, depois de ter deixado a organização criminosa para ingressar na Massa, que tem ligação com o PCC.

Além de 'Formiga', foram presos Sandro Ponte de Moraes e Rudney Nogueira.

Posteriormente, os presos foram entregues às autoridades brasileiras, em um procedimento do qual também participaram a Polícia Federal e a Abin (Agência Brasileira de Inteligência).



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.