Terça, 16 de Abril de 2024
  • Terça, 16 de Abril de 2024

Metade dos reajustes salariais supera a inflação em novembro

Reposição do INPC só não foi superada por 7,7% das negociações trabalhistas da data-base, mostra Salariômetro

R7 / ECONOMIA | DO R7


Piso salarial mediano avançou para R$ 1.547 em novembro - Marcos Santos/USP Images

O recuo recente das taxas de inflação fez quase metade das negociações trabalhistas com data-base no mês de novembro resultar em ganho real (acima da inflação) para os trabalhadores, de acordo com dados do Salariômetro divulgados nesta sexta-feira (16) pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Conforme o levantamento, 49,8% dos acordos encerrados fizeram os trabalhadores comemorar um ganho real. Entre as demais, 42,7% igualaram os reajustes ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) e apenas 7,7% amargaram um retorno abaixo da inflação.

'O INPC previsto para os próximos meses continuará em baixa, até julho/2023. Condição necessária, mas não suficiente, para reajustes [salariais] acima da inflação', destaca o Salariômetro.

A pesquisa revela ainda que o reajuste mediano recebido pelos profissionais foi de 6,5%. Com a variação, o piso salarial avançou para R$ 1.547 em novembro. Para dezembro, a prévia do indicador aponta para uma repetição do padrão e estima que o piso salarial mediano vai subir para R$ 1.670.

No acumulado dos 11 primeiros meses do ano, apenas os trabalhadores da indústria de joalheria (+0,76%), vigilância e segurança privada (+0,2%), confecções e vestuários (+0,1%), outros serviços (+0,2%) e reparação de eletroeletrônicos (+0,2%) tiveram reajustes acima da inflação.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.