Sexta, 12 de Abril de 2024
  • Sexta, 12 de Abril de 2024

'Não é patriota quem destrói patrimônio público ou privado, quem agride ou fere terceiros'

de BRUNO DANTAS // em sua posse na presidência do TCU.

CORREIO DO ESTADO / GIBA UM


GIBA UM - Divulgação

Aloizio Mercadante no BNDES e Josué Gomes da Silva no Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior: muitos petistas achavam que o primeiro poderia ficar maior do que o segundo, ao ministério do qual o banco estará posicionado. 

Mais: depois, virou-se a página da dúvida, tendo em vista o tamanho de que o economista tem no PT, junto ao próprio Lula. No passado, Guido Mantega, no BNDES, gerou atritos com os ministros Antônio Palocci e Luiz Furlan.

“Não é patriota quem destrói patrimônio público ou privado, quem agride ou fere terceiros por diferenças ideológicas, que se arma para derramar sangue de seus patrícios”, 

de BRUNO DANTAS // em sua posse na presidência do TCU.

In – Caipirinha de abacaxi Out – Mojito de abacaxi

Precisam enxergar

Vivendo sua primeira protagonista, a Brisa na novela Travessia, uma aposta de Glória Perez, Lucy Alves já tem uma longa trajetória com a arte. Aos 14 anos já fazia parte do grupo Clã Brasil, que era composto por seus pais e suas irmãs. Aos 27 anos ganhou notoriedade ao ficar em segundo lugar da 2ª temporada do The Voice Brasil. Seu primeiro trabalho a TV como atriz foi na novela Velho Chico e não parou mais. Seus trabalhos sempre são aplaudidíssimos. Capa e recheio da Harper’s Bazaar Brasil conta  o que seu personagem  e ela tem em comum: um legado a cumprir: luta das mulheres pela liberdade. “As pessoas precisam se enxergar nesses espaços, outras meninas, mulheres, sanfoneiras e atrizes”. Multi-instrumentista (toca sanfona, piano, bandolim, violino, entre tantos)  conta que  sua inspiração para tocar sanfona foi em  Luiz Gonzaga e Sivuca.   E conta o que gosta de fazer quando não está nos palcos ou no estúdio: “Meu tempo vago é para ficar com as pessoas que gosto. Adoro tirar um tempo sozinha, também. Esse momento para descansar é um mergulho pra dentro. Tenho essa coisa da solidão para ficar pensando, criando. Adoro”.  Mais: Lucy agora é garota-propaganda da linha Cuidados da  Vult (pertencente ao grupo Boticário) no próximo dia 23 participa do Especial de Roberto Carlos.

Adeus aos protestos

Recentemente, nota dos comandantes militares que estão se despedindo de seus cargos consideraram as manifestações às portas dos quartéis legítimas e até insinuaram perseguição do Judiciário contra bolsonaristas. Agora, às vésperas da posse do presidente eleito e diplomado Luiz Inácio Lula da Silva, chefes militares estão à espera de um pedido do novo governo para dispersarem essas concentrações (em Brasília e São Paulo em áreas consideradas restritas a militares). O episódio de vandalismo, no começo da semana, em Brasília, enquanto Lula era diplomado, inspirou maior rigor em janeiro e criou maior preocupação para 1º de janeiro. Os chefes prefeririam o fim das manifestações de forma natural, mas lembram o artigo 26 do Código Penal: é crime a incitação das Forças Armadas contra outros poderes. Essas informações –  e essa disposição dos chefes militares – já alcançou os integrantes das manifestações que estão quase à deriva, malgrado a orientação de profissionais devidamente contratados por fazendeiros bolsonaristas. Entre os mais pacíficos circulam os orientados apostando que podem se transferir para outras áreas das cidades ou promover marchas. Jogos do Brasil na Copa também arrefeceram os ânimos e reduziram o volume dos que continuam querendo a intervenção das Forças Armadas, a extinção do Supremo e até a volta de Bolsonaro.

Cartão de Natal

Ainda em clima de tristeza por conta da morte da Rainha Elizabeth, o príncipe William e Kate Middleton, não fugiram da tradição de tirar uma foto para o cartão de Natal, que antigamente era enviado pelos Correios (e que a nova geração mal conhece), mas agora é de forma digital. A foto foi feita pelo fotógrafo Matt Porteous, onde o príncipe e a princesa de Gales e seu filhos, príncipe George, 9, princesa Charlotte, 7 e príncipe Louis, 4, aparecem na entrada da sua residência Norfolk, Inglaterra de mãos dadas. Detalhe todos com  visual mais descontraído  e casual. William e Middleton, usavam calça jeans com camisa de manga comprida (ele com uma camisa azul marinho e ela com uma camisa de laise branca), e os filhos combinaram camisa de manga curta com shorts.

Inspiração no Texas

O futuro ministro da Justiça, Flávio Dino, estuda medidas urgentes para combater o problema de superlotação dos presídios no país. Uma proposta seria a criação de um centro de reabilitação para presos que cometeram pequenos delitos, inspirados num programa do Texas. Hoje, são mais de 800 mil detentos em todo o Brasil, com elevado número de encarcerados à espera de julgamento. Quatro entre dez detentos não foram condenados. Projeções estimam que o Brasil poderá chegar a 1,5 milhão de presos em 2025.

Gula controlada

Eleito deputado federal, Eunício de Oliveira, tem se movimentado no entorno de Lula para emplacar aliados no BNB – Banco do Nordeste e na Codevasf. Para o BNB, o nome de Eunício é o de Romildo Rolim, que já ocupou três mandatos na presidência da instituição, sempre sob bençãos de parlamentares. Os que acompanham as novas movimentações de Eunício, acham que ele está “com a gula controlada”. No governo Temer, ele e seu grupo tinham sete executivos em cargos na direção do BNB.

Outro acordo

Há um novo acordo já acertado entre o presidente da Câmara, Arthur Lira e emissários de Lula para garantir imediata votação da PEC da Transição. Lira estaria pedindo, supostamente, 150 cargos de primeiro escalão para sua base, incluindo ministérios da Saúde, Minas e Energia, presidência da Caixa, da Codevasf e de Furnas, além de R$ 20 bilhões a R$ 25 bilhões de verba no novo orçamento sob seu comando. Na sequência, Lira tratorou o  projeto de lei que reduziu de 3 anos para 30 dias a quarentena para políticos com cargos em partidos e participação em campanha possa assumir o comando de empresas públicas. De cara, beneficia Aloizio Mercadante no BNDES. 

SUPER LUCRO

No ato de encerramento dos grupos técnicos da transição do governo do CCBB, sede do governo eleito, em Brasília, quando anunciou Aloizio Mercadante para o BNDES, Lula avisou que “as privatizações vão acabar”. Para seu governo, segundo analistas, até pode ser uma boa alternativa: as 187 estatais federais (46 sob controle direto da União e as demais são subsidiárias ligadas às maiores) estão faturando, depois de muito tempo de prejuízo. De 2015 quando deram um prejuízo de R$ 32 milhões, numa surpreendente reviravolta, deram R$ 187 bilhões de lucro em 2021.

Aliados

Muitos petistas resistem à ideia de entregar o Ministério do Desenvolvimento Social (abriga o Bolsa Família), carro-chefe das gestões do partido, para a Simone Tebet, que consideram uma potencial candidata à Presidência em 2026. Tebet, contudo, tem dois fortes aliados: um é o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, de quem é amiga e outra é a futura primeira-dama Janja, que trabalhou muito por uma aproximação entre Lula e Simone no segundo turno das eleições.

NADA DE NOVO

Ex-prefeito de São Bernardo do Campo (SP), ex-ministro do Trabalho (primeiro e segundo mandato de Lula) e ex-presidente da CUT, Luiz Marinho, deputado federal eleito e presidente do PT em São Paulo, deve reassumir a mesma Pasta. A Força Sindical deu seu aval com um pé atrás. Em 2018, Marinho cismou com o governo de São Paulo, disputou e ficou em quarto lugar, pior desempenho do PT no estado desde 1990.

REVISÃO

Confirmado no Ministério do Trabalho, Luiz Marinho quer fazer uma revisão nas leis trabalhista. Lula assumiu o compromisso de não mexer em pontos da reforma implantada pelo governo de Michel Temer, como a que extinguiu o imposto sindical. Mais: no passado, o Ministério do Trabalho foi alvo de denúncias por suspeitas de fraudes na concessão de registros sindicais. Para quem não tem ideia: existem hoje no Brasil 12.243 sindicatos de trabalhadores. Na Alemanha, para comparar, existem oito sindicatos de trabalhadores  e em cada cidade e bairro, uma seção.

Malha fina

O TCU e a CGU estão investigando eventuais irregularidades na construção da Barragem de Oiticica, no Rio Grande do Norte. A obra se arrasta há nove anos, quase metade desse período durante o governo Bolsonaro. Nos bastidores, o Ministério do Desenvolvimento Regional (na época, comandada por Rogério Marinho, que agora quer presidir o Senado) e o  governo do Rio Grande do Norte. A Construtora EIT, responsável pelo projeto, quer nove aditivos de contrato – seria o 13º. A barragem deveria ter sido entregue em 2022, mas as obras durarão mais um ano. Na gestão Bolsonaro, o governo federal repassou R$ 293 milhões para a construção da barragem.

OBRAS PARADAS

O governo Bolsonaro deixou um cemitério de 14 mil obras paradas. O grupo de transição estima que R$ 14 bilhões seriam suficientes para colocar uma grande parcela em andamento. O comitê trabalha com um orçamento para investimentos em infraestrutura de R$ 50 bilhões, sendo que R$ 24 bilhões de receitas extraordinárias fora do teto. O restante viria do orçamento que criou de R$ 70 bilhões com  retirada de despesas sociais, prevista da PEC da Transição.

MISTURA FINA

QUEM ficou muito satisfeito com a escolha de Aloizio Mercadante para a presidência do BNDES foi o empresário Benjamin Steinbruch, presidente da CSN. Eles foram companheiros nos tempos do Colégio Rio Branco, em São Paulo, na adolescência e até hoje são amigos. Mais do que isso: a filha de Aloizio, Vitória Mercadante é sócia de Pedro Steinbruch, filho de Benjamin, numa consultoria. Pedro também atua na CSN.

GLEISI Hoffmann, presidente nacional do PT, está fazendo a cabeça de Lula, embora ele ainda não esteja muito entusiasmado com a ideia. Ela defende a nomeação de uma mulher para a presidência do Banco do Brasil. Entre nomes que circulam até cotados estão Ana Paula Teixeira Sousa, única mulher na cúpula do BB, Lucinéia Possar, diretora jurídica e Angela Beatriz de Assis, presidente da Brasilprev.

DEPOIS da vitória de Lula no primeiro turno, Josué Gomes da Silva, presidente da Fiesp, disse que “se ele me convidar para um ministério eu aceito”. Era de se prever: há meses, Lula pensara nele para se candidatar a vice-presidente da República em sua chapa. Agora, o filho do ex-vice-presidente de Lula, José Alencar, deverá assumir o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Ele poderá renunciar antes da assembleia do dia 21 convocada por sindicatos da federação que querem seu afastamento.

O NOVO enviou um questionário para seus filiados querendo saber suas opiniões sobre mudanças na legenda, como fazer alianças e utilizar fundo partidário para manter o partido. Os mais irônicos acham que Romeu Zema já “está em campanha” depois de ter sido reeleito governador de Minas Gerais. A movimentação do Novo tem mesmo como pano de fundo as eleições de 2026 quando Zema quer sair candidato à Presidência da República. 

OS mais de 100 mandados de busca e apreensão cumpridos pela Polícia Federal contra apoiadores radicais do presidente Jair Bolsonaro, suspeitos de organizar atos antidemocráticos, atingiram oito estados. Mas é apenas o começo de um calendário de ações da PF criado a partir de informações obtidas nesses e outros estados brasileiros incluindo nome e residência de mais bolsonaristas radicais. Também o Ministério Público Federal auxiliou nessa tarefa que ganhará mais desdobramento.

ENTRE os de busca e apreensão, há também mandados autorizados de prisão e ordens de bloqueio de contas bancárias dos investigados e quebra de sigilo bancário. Nomes de muitos dos alvos não foram revelados, uma precaução contra fuga – e até mesmo viagens. Dentre eles, há empresários poderosos, muitos envolvidos no agronegócio.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.