Terça, 16 de Abril de 2024
  • Terça, 16 de Abril de 2024

PolíciaAlvo de operação do Gaeco é preso em flagrante com 63 armas de fogo em casa

Ele alegou que é armeiro e foi detido sem apresentar qualquer documento das armas

RENATA PORTELA


Homem de 59 anos foi detido em flagrante durante a Operação Paraíso Marcado, nesta quinta-feira (15). Ele foi preso em casa, em Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande, com 63 armas de fogo na residência.

Conforme as informações da polícia, equipes do Batalhão de Choque e Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do suspeito. No local, foram encontradas as armas.

Ainda de acordo com a polícia, o armamento estava em um cômodo nos fundos da residência. Ao todo, foram encontradas 46 armas longas e 17 armas curtas. Assim, o homem alegou que tem uma oficina de armas e que trabalha como armeiro.

 
 
Além das armas, também foram apreendidas peças. Também foram encontradas e apreendidas várias munições de diversos calibres. O suspeito alegou que as armas eram de clientes, mas não soube identificar os proprietários.

No quarto, os policiais ainda encontraram R$ 9.460 em espécie, em um cofre, e um revólver no armário. O suspeito acabou detido em flagrante pela posse irregular das armas de fogo.

Operação Paraíso Marcado
A Operação Paraíso Marcado prendeu até o momento 8 pessoas em flagrante, na manhã desta quinta-feira (15). Entre os alvos da ação, contra crimes de tráfico de drogas e comércio ilegal de arma de fogo, estão policiais militares.

 
 
Conforme o Gaeco, ao todo são 52 mandados, de busca e apreensão e prisão temporária. Durante o cumprimento, 8 pessoas já foram presas em flagrante.

Ainda conforme o Gaeco, o objetivo da operação é desmantelar organização criminosa estabelecida há vários anos em Bonito e na região. O grupo é especializado no tráfico de drogas, comércio ilegal de armas de fogo e lavagem de dinheiro.

Além disso, a ação contou com apoio da Corregedoria da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, também DOF (Departamento de Operações de Fronteira), Batalhão de Choque e Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais).

 
 
Com isso, foram cumpridos mandados em Dourados, Bonito, Jardim, Guia Lopes da Laguna, Campo Grande, Porto Murtinho e Bonito. Com os presos, foram apreendidos maconha, pasta base de cocaína, joias e dinheiro em espécie.

Também foram apreendidas armas e munições. O nome da operação se refere ao local escolhido pelo líder da organização criminosa para moradia e também como base para estruturação das atividades criminosas, a cidade de Bonito.

O Gaeco ainda apurou que o criminoso tem por costume marcar as propriedades e bens com as iniciais do nome. Nesta manhã, o Midiamax identificou que três policiais militares estariam entre os presos.  



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.