Sexta, 12 de Abril de 2024
  • Sexta, 12 de Abril de 2024

Amamsul empossa primeira mulher para nova diretoria no biênio 2023/2024

Mariel Cavalin dos Santos a partir de agora irá presidir a entidade que representa mais de 300 juízes

GABRIELA COUTO / CAMPO GRANDE NEWS


Ao lado do presidente do Tribunal de Justiça Carlos Eduardo Contar, a presidente empossada Mariel Cavalin dos Santos e o presidente do biênio 2021/2022 Giuliano Maxímo Martins. (Foto: Divulgação)

A Amamsul (Associação de Magistrados de Mato Grosso do Sul) tem uma nova diretoria. Na noite desta quinta-feira (15) foi empossada a juíza Mariel Cavalin dos Santos.  Ela é a primeira mulher a assumir o cargo máximo da entidade, nesses 42 anos de existência. O termo de posse foi assinado na sede da associação, com a presença de várias autoridades do Judiciário.

“Nossa gestão irá trabalhar em quatro eixos de ação, sendo um institucional de defesa da magistratura, fundamental e vital para os fins associativos; o de integração com os aposentados e pensionistas, essencial para a continuação de edificação sólida diante do reconhecimento e cuidado daqueles que nos antecederam na carreira e que pavimentaram a nossa estrada facilitando nossa caminhada; a de capacitação e aprimoramento das práticas judiciais, pois o direito é dinâmico, a sociedade se transforma dia a dia e precisamos da resiliência associativa à devida e necessária adaptação das mudanças. Por fim, não menos importante, o eixo social do patrimônio. O primeiro que se traduz em um convívio primordial em tempos de pós-pandemia e o segundo que é a manifestação do esforço e da economia da classe ao longo dos anos de existência e já se vão mais de quarenta anos', pontuou Mariel.

Ela explicou ainda, que dentro dos eixos de atuação, a nova diretoria estabelecerá ações variadas para o atendimento de sua plenitude dos objetivos associativos, e que pretende ao longo dos próximos dois anos implementá-los de forma democrática.

“O mote da nossa administração, assim como na campanha, também será um diálogo de valorização. Ou seja, procuraremos maior integração do consenso entre os nossos membros, diálogo e colaboração com a administração do Tribunal de Justiça para buscar a implementação de melhorias necessárias, mas acima de tudo possíveis, e o diálogo com outros poderes constituídos, o executivo e o e o legislativo', enfatizou a presidente.

O juiz Giuliano Maxímo Martins, presidente da Amamsul biênio 2021/2022 falou sobre os desafios de estar a frente de uma entidade de tamanha representatividade. “Foram 24 meses de muita luta e desprendimento por parte de todos os membros da diretoria, o que culminou em resultados interessantes, tanto do ponto de vista administrativo da entidade como de direitos e garantias dos associados. Foram vendidas duas sedes, de Três Lagoas e Coxim, o que levou a considerável redução de custo mensal. Para os colegas em atividade, a intimação inicial do PJECor pelo SCDPA, a não distribuição de processos durante o período do recesso forense, o pagamento da gratificação de acervo desde à época da publicação da lei estadual e o concentrado trabalho de defesa das prerrogativas da magistratura. Os inativos foram recentemente agraciados com o ATS, com respaldo do CNJ, cuja implantação deve ocorrer em breve. Esses são alguns exemplos de medidas concretas em favor de todos os associados', afirmou.

Outras ações realizadas pela gestão atual, estão ligadas principalmente a propostas de inovação da entidade, como o AmamsulLAB e a justiça 4.0. “O AmamsuLAB - Laboratório de Inovação e Inteligência - foi implantado em maio de 2021 como forma de integrar a Associação ao movimento da Inovação no Poder Judiciário e fomos a terceira Associação neste processo, o que comprova que a magistratura sul-mato-grossense permanecerá no topo da inovação e se destacando no cenário nacional. Através do espaço colaborativo e horizontal diversas questões foram tratadas e eventos realizados, como exemplo, encontro sobre o programa Justiça 4.0 com o Secretário Geral do CNJ, Valter Shuenquener; de planejamento financeiro com o ex-juiz Paulo Camargo e previdência com o professor Marco Aurélio Serau Junior. Toda a construção realizada está sendo repassado aos colegas da próxima gestão, para que possam traçar os melhores caminhos nesta empreitada', finalizou Giuliano.

Currículo - Nascida em Jales (SP), Mariel é formada em Direito pela Faculdade Integradas Riopretense, possui especialização em Direito Ambiental e especialização em Direito e Antropologia Filosófica. Ela ingressou na magistratura em novembro de 1999, depois de ser aprovada no XIX Concurso de Provas e Títulos.

Iniciou a carreira designada para atuar na 10ª circunscrição em maio de 2000 foi promovida para Inocência e depois atuou em Cassilândia, onde ficou de 2001 a 2066, quando foi removida para Aparecida do Taboado. Em dezembro de 2017, uma nova promoção a trouxe para a Capital, na 16ª Vara Cível. Ela ficará afastada para exercer suas funções na presidência no biênio 2023/2024.

Diretoria - Mariel Cavalin dos Santos (presidente), Bruno Palhano Gonçalves (1º vice-presidente), César de Souza Lima (2º vice-presidente), Katy Braun do Prado (secretária geral), Jorge Tadashi Kuramoto (secretário-adjunto), Marcelo Andrade Campos Silva (1º tesoureiro), Fábio Henrique Calazans Ramos (2º tesoureiro), Rafael Gustavo Mateucci Cassia (diretor de Interior), Idail de Toni Filho (diretoria AmamsuLab), Juliano Luiz Pereira (diretor de Esportes), Paulo Rodrigues (diretor de Inativos), Laísa de Oliveira Ferneda Marcolino (diretoria da Mulher Magistrada), Atílio César de Oliveira Jr. (diretor de Patrimônio), Francisco Soliman (diretor de Prerrogativas).

No Conselho Deliberativo estarão Daniel Della Mea Ribeiro, Antônio Adonis Mourão Jr., Francisco Vieira de Andrade Neto, Maurício Cleber Miglioranzi Santos, Raul Ignatius Nogueira. Como suplentes do Conselho Deliberativo estarão Cézar Luiz Miozzo, Flávio Saad Peron e Marilsa Aparecida da Silva Baptista.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.