Sexta, 12 de Abril de 2024
  • Sexta, 12 de Abril de 2024

Elástico de estilingue gigante arrebenta e jovens vivem momento de tensão em parque

O acidente ocorreu em um dos brinquedos de um parque de diversões de Londres, na Inglaterra

R7 / HORA 7 | DO R7


A corda arrebentou assim que o brinquedo começou a funcionar - REPRODUÇÃO/TWITTER/@ALBYLAD_

Dois jovens viveram momentos muitos tensos em um parque de diversões em Londres, na Inglaterra, na última quarta-feira (15). O acidente aconteceu quando eles estavam em um brinquedo que imita um estilingue gigante e um dos elásticos arrebentou.

A atração é como um estilingue, que atira uma 'gaiola', onde ficam os dois acentos, para cima fazendo os aventureiros irem parar nas alturas.

Apesar de ser um brinquedo bastante famosos nos parques, dois jovens (que não tiveram os nomes divulgados) acabaram levando um grande quando o acidente ocorreu.

A gaiola acabou ficou pendurada e bateu na estrutura estrutura metálica do brinquedo. Um vídeo feito por uma testemunha mostra o acidente. As imagens chocantes acabaram viralizando nas redes sociais.

Winter wonderland slingshot fail  pic.twitter.com/u8Ai7Q6YCI

Felizmente, um elásticos foi suficiente para manter a gaiola no ar, o que garantiu a segurança dos jovens. Segundo a BBC, a dupla foi resgatada em segurança e não sofreu ferimentos.

Após o acidente, o brinquedo foi interditado e o Hyde Park investiga os detalhes do acidente.

VEJA TAMBÉM: Parque aquático do terror não tinha regras e matou 6 antes de fechar

Se parque aquático geralmente lembra alegria e diversão, existiu um parque para repensar esse conceito. O Action Park é considerado o 'mais perigoso do mundo' e recentemente começaram a contar a história dele

Reprodução/Mirror

O parque bizarro estava localizado em Nova Jersey, EUA, e não tinha regras. No portão, os visitantes já viam fotos de pessoas feridas de forma sangrenta dentro das instalações. Esse tipo de coisa atraiu ainda mais visitantes desde a fundação dele, em 1978

Reprodução/Mirror

Gene Mulvihill, fundador do Action, acreditava que pessoas queriam emoções genuínas, sem a necessidade de superproteção. Ele levava isso a sério, fazendo crianças sentarem no teto quando um carro de passeio estava cheio

Reprodução/Mirror

Gene usava o próprio filho, Andy, como testador das engenhocas que projetava no parque, Ele (Andy) foi o primeiro ser vivo a testar um toboágua que tinha um looping de 360 graus. Tinha 16 anos na época LEIA MAIS: Fã de Eminem com 23 tattoos busca o recorde mundial do Guinness

Reprodução/Mirror

Ao todo, seis pessoas morreram nas instalações do parque, o que obrigou Gene a comprar ambulâncias extras para a cidade, já que as existentes estavam sempre em uso por causa do Action

Reprodução/YouTube/HBO Max

A piscina de ondas, por exemplo, tinha o dobro de força de uma normal, o que fazia até mil pessoas se chocarem nas laterais dela, além de um sistema que as sugava para o fundo, de 2,5 metros de profundidade

Reprodução/Mirror

Três adolescentes morreram nessa piscina de ondas VEJA TAMBÉM: Tubarão-branco colide com barco e deixa pescadores em pânico

Reprodução/YouTube/HBO Max

Outra atração era o Labirinto Humano, feito de feno. Parecia mais simples do que as outras atrações, mais emocionantes, mas alguns demoravam nove horas para sair de lá

Reprodução/Mirror

Presos, só restava berrar por ajuda. Vez ou outra, uma cobra invadia o espaço e perseguia os pobres visitantes do labirinto, para piorar

Reprodução/Mirror

Frequentemente, funcionários eram vistos embriagados e menores de idade eram permitidos em atrações perigosas, alguns deles completamente bêbados VALE SEU CLIQUE: Bombeiros correm de touro pistola antes de chegarem em incêndio

Reprodução/YouTube/HBO Max

Ainda assim, os anos 80 foram o auge do Action Park, que recebia cerca de 1 milhão de visitantes por ano

Reprodução/YouTube/HBO Max

Engenheiros amadores eram contratados para projetarem novas atrações. Todos esses relatos instigantes constam num livro recente escrito por Andy, e um documentário patrocinado pela HBO

Reprodução/YouTube/HBO Max

Algumas delas eram consideradas tão perigosas que nunca foram abertas NÃO PERCA: Imagem assustadora mostra cobra de 1,80 m saindo de vaso

Reprodução/YouTube/HBO Max

Ao mesmo tempo em que o parque tinha sucesso, uma série de processos judiciais começou a se acumular

Reprodução/YouTube/HBO Max

Ainda assim, eram as atrações claramente mais perigosas que faziam mais sucesso

Reprodução/YouTube/HBO Max

Para tornar tudo ainda mais bizarro, a administração não fez um seguro para o parque LEIA ISSO: Funciona! Inventor cria arma que atira máscaras no rosto das pessoas

Reprodução/YouTube/HBO Max

Gene, o administrador, havia inventado uma seguradora e pago dinheiro para ele mesmo, uma fraude clara

Reprodução/YouTube/HBO Max

Em 1996, o parque foi finalmente fechado e declarou falência. Tentativas de reabri-lo nunca deram muito certo. Gene morreu em 2012, aos 78 anos, ainda admirado por muitos moradores de Nova Jersey Na Flórida, um parque precisou fechar por causa de 'intensa atividade sexual de cobras'. Veja a seguir essa história inacreditável!

Reprodução/YouTube/HBO Max

Administradores fecharam grande parte do acesso público ao Parque do Lago Hollingsworth, em Lakeland (Flórida, EUA) após detectarem 'intensa atividade sexual de cobras'. A investigação começou após moradores da região relatarem avistamentos de diversas cobras d'água em locais onde normalmente elas não vão

Flickr/Jeffrey Beaty (Sob Licença Creative Commons)

O aviso para a população não se aproximar do local foi dado na página do Facebook do City of Lakeland Parks & Recreation, que administra os parques da região VEJA MAIS: A cidade subterrânea onde 1 milhão de pessoas vivem sem luz natural

Bladerunner8u/Wikimedia Commons

Segundo eles, as cobras 'não são venenosas e nem agressivas'

Flickr/Florida Fish and Wildlife (Sob Licença Creative Commons)

Mas avisam que elas 'não devem ser perturbadas' VEJA ISSO: Funcionário é demitido após tomar banho em pia de restaurante

Flickr/Florida Fish and Wildlife (Sob Licença Creative Commons)

'Eles são uma parte importante do ecossistema e não devem ser perturbados', continua o anúncio

M Aurelius/Wikimedia Commons

As cobras d'água geralmente ficam muito agitadas durante o período de acasalamento LEIA TAMBÉM: Documentário afirma que Tupac está vivo e mora em tribo indígena

Pixabay

Todos os anos, essa união de amor enche a região de cobras

Pixabay

Segundo o Departamento de Parques da Flórida, em 2020 a quantidade de cobras envolvidas em atividade sexual no parque 'superou os limites registrados anteriormente'

Pixabay

NÃO VÁ EMBORA: Ratos gigantes deixam moradores em pânico: 'Assumiram o controle'

Flickr/US Forest Service - Southern Region (Sob Licença Creative Commons)



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.