Terça, 16 de Abril de 2024
  • Terça, 16 de Abril de 2024

Estudante é flagrado com 98,8 quilos de maconha no carro e em casa abandonada

Rapaz de 26 anos disse que não sabia o que tinha na caixa e negou que imóvel fosse dele

SILVIA FRIAS / CAMPO GRANDE NEWS


Tabletes encontrados dentro do imóvel no Bairro Estrela Dalva. (Foto/Reprodução)

Estudante de 26 anos foi preso com 14,2 quilos de maconha no porta-malas do carro, em flagrante ocorrido na Rua Saigon, no Jardim Presidente, em Campo Grande. Depois, segundo a PM (Polícia Militar), mais 84,6 quilos foram encontrados em imóvel que seria da mãe dele, totalizando 98,8 quilos da droga. O rapaz confessou que faria a entrega de uma caixa a pedido de um conhecido, mas desconhecia o conteúdo e ainda negou que a casa pertencesse à mãe. Hoje, a prisão em flagrante ocorrida na noite de quarta-feira (14) foi convertida em preventiva na audiência de custódia.

O flagrante aconteceu na Rua Saigon, no Jardim Presidente. No boletim de ocorrência registrado na Depac/Centro (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), consta que a equipe da PM fazia rondas pelo local quando notou que condutor de Gol acelerou bruscamente. Ele foi interceptado e estaria nervoso.

Os policiais fizeram revista no carro e encontraram a caixa, contendo 14,2 quilos de maconha. O estudante disse que foi contratado por conhecido de apelido Ceará, com quem havia se encontrado três vezes em partida de futebol.

Segundo a PM, ele disse que mais pacotes estavam sendo guardados em um imóvel da mãe, sem uso. A equipe foi até o local, uma casa abandonada no Estrela Dalva e que o rapaz tinha a chave. Dentro, havia mais 91 tabletes embalados em plástico transparente, que totalizaram 84,6 quilos de maconha.

Em depoimento à polícia, o estudante ainda disse que receberia R$ 200 para fazer entrega a um homem que entraria em contato por WhatsApp. Segundo ele, o contato aconteceu, mas a pessoa disse que estava com medo e o bloqueou. Logo depois, frustrada a entrega, resolveu ir até a casa de uma mulher no Jardim Presidente, com quem marcou encontro.

No boletim, ele alega que não sabia o que tinha na caixa, foi levado para a casa pelos policiais militares, e que o imóvel não é da mãe dele.

A defesa pediu relaxamento da prisão, alegando que ele é arrimo de família, sendo casado, tem filha de 1 ano e 8 meses e enteada de 5 anos. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva nesta sexta-feira.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.