Sexta, 12 de Abril de 2024
  • Sexta, 12 de Abril de 2024

Feijão com canela ganha repercussão em redes sociais após consumidora publicar erro em embalagem

Produto foi comprado em supermercado de Campo Grande

MIDIAMAX/ALINE MACHADO


Caso ganhou repercussão em redes sociais (Foto: Reprodução redes sociais)

Receita de feijão com canela. Essa mistura, um tanto quanto inusitada, ganhou repercussão nas redes sociais, mas não pela excentricidade. Segundo afirma publicação em uma página nas redes sociais, o tempero foi acrescentado, equivocadamente, devido a um erro na embalagem que descrevia o produto como cominho.

A design de sobrancelhas e manicure, Sara Karine Soares Bernaldino, de 31 anos, diz que o tempero da marca Donana Alimentos foi comprado pelo sobrinho, a pedido da mãe dela que preparava feijão para a família. A dona de casa queria cominho para dar o toque final à receita, no entanto, ao abrir a embalagem despejou o tempero e só percebeu que tinha algo errado quando o feijão começou a cozinhar.

“A minha mãe foi preparar o almoço, abriu a embalagem e pôs no feijão. Ela nunca que iria imaginar que não era cominho, então, abriu e já adicionou no feijão. Ela sentiu o cheiro enquanto fervia. Desconfiada, pegou a embalagem e viu que realmente estava certo o nome, era COMINHO, então ao cheirar a embalagem percebeu que se tratava de CANELA”, relata.

Sarah conta que por ainda estar quente, a mãe não jogou o feijão e quando o irmão chegou em casa, sem saber do engano, serviu e comeu. “Esquecemos de avisá-lo. Graças a Deus ele não é alérgico”, observa.

O produto, de acordo com Sara, foi comprado em uma rede de supermercados no Bairro Santa Emília. A cliente não retornou ao local para fazer a troca do produto, mas disse que entraria em contato pelo SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) nesta quarta-feira (3).

A situação foi relatada em uma página nas redes sociais. Na publicação ela expõe o equívoco e informa o local onde o produto foi comprado. Sara também ressalta ter divulgado a situação a fim de alertar outros consumidores. “Gente a reclamação não é para o mercado. Mencionei porque é o lote que tem lá, não só lá, deve estar tudo igual”, diz.

Um email foi encaminhado pela equipe do Jornal Midiamax para a empresa responsável, mas até o fechamento deste texto não obteve resposta. O espaço permanece aberto para manifestações.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.