Terça, 21 de Maio de 2024
  • Terça, 21 de Maio de 2024

Textor, do Botafogo, cumpre decisão e envia áudios sobre suposta manipulação ao STJD

Tribunal multou o americano por não cumprir decisão

GLOBOESPORTE.COM / SERGIO SANTANA


John Textor fala sobre denúncia de manipulação dos resultados e investigação do Senado

O sócio majoritário da SAF Botafogo, John Textor, cumpriu a determinação do STJD e entregou os áudios que acredita serem provas de manipulação de resultados no futebol brasileiro.

+ ✅Clique aqui para seguir o novo canal ge Botafogo no WhatsApp

Ele foi julgado na segunda-feira da semana passada (6) pelo Pleno do STJD por não ter acatado a decisão de entregar os indícios que diz ter quando solicitado pela corte. Textor também foi multado em R$ 60 mil e recebeu um prazo de cinco dias úteis para fazer o envio, sob risco de nova multa e suspensão.

O acórdão do julgamento foi publicado na última quarta-feira, dia 8. Ou seja, o norte-americano enviou os documentos no último dia, dentro do prazo dado pelo STJD. Assim, ele evita novas punições. A informação foi divulgada primeiramente pelo "Uol" e confirmada pelo ge.

O dinheiro será destinado ao Rio Grande do Sul, estado afetado por uma tragédia climática.

Textor foi punido no artigo 220-A do CBJD (deixar de colaborar com os órgãos da Justiça Desportiva). Se se recusasse novamente, poderia ser julgado no artigo 223 (deixar de cumprir decisão da Justiça Desportiva).

A denúncia aconteceu pelas declarações de John Textor após a partida contra o RB Bragantino, pela fase preliminar da Conmebol Libertadores, em fevereiro. Ele afirmou o seguinte:

- Alguém dizer que não há corrupção no Brasil, quando eu tenho juízes gravados reclamando de não terem suas propinas pagas... Talvez a CBF não devesse me processar. Eu não acusei o Ednaldo (Rodrigues, presidente da CBF). Nunca disse nada sobre ele. Ele não é um corrupto. Ele é um homem que comanda uma organização que provavelmente precisa administrar melhor a corrupção externa. Porque é uma batalha contra fatores externos. É uma batalha que existe e está aqui. Houve manipulações e erros em 2021, 2022, 2023, e nós temos provas.

Leia mais sobre o Botafogo: + Veja o que o Botafogo precisa para se garantir nas oitavas da Libertadores + Adversário do Botafogo, Universitario chega embalado após goleada em clássico

Em abril, Textor afirmou que tem "provas de que o Palmeiras vem sendo beneficiado por dois anos" e divulgou um documento, baseado em relatos de inteligência artificial, que indicava, no entender dele, que cinco jogadores do São Paulo manipularam uma goleada sofrida por 5 a 0 para o Alviverde no Brasileirão de 2023.

A diretoria do Verdão entrou com Medida Inominada contra Textor, que será analisada no Pleno do STJD, na quinta-feira, a partir das 12h. Os palmeirenses queriam liminar contra o americano para que ele não citasse ou fizesse qualquer menção ao clube paulista.

Textor chegou a depor na CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas. Na ocasião, apresentou documentos aos representantes e afirmou que que a manipulação "é realidade" no futebol brasileiro.

+ Leia mais notícias do Botafogo

É a segunda punição sofrida por John Textor. No fim do mês passado, ele foi suspenso por 45 dias e multado em R$ 100 mil por declarações após a derrota do Botafogo contra o Palmeiras em novembro do ano passado. O norte-americano ainda tem seis dias a cumprir deste caso - o que será somado com a punição de agora.

Próximos passos

A Procuradoria recorreu para aumentar a condenação de Textor. O pedido pelo aumento da multa e uma nova punição foi feito na última terça-feira.

A defesa da SAF Botafogo, claro, tenta ir pelo caminho contrário e livrar novas denúncias para o norte-americano. Ainda não há data marcada para o novo julgamento .

Inicialmente, a postura de Textor era de não compartilhar provas com o STJD. Ano passado, após o fim do Campeonato Brasileiro, o norte-americano enviou um relatório de análises de partidas com mais de 100 páginas para a entidade, que arquivou.

Houve uma aproximação recente do executivo com a entidade e, para evitar novas punições e julgamento, Textor compartilhou o áudio com os promotores.

Processo envolvendo o Palmeiras

O processo movido pelo Palmeiras, que entrou com Medida Inominada contra Textor, que seria julgado nesta quinta-feira, foi retirado de pauta. Ainda não há nova data para o julgamento.

Os palmeirenses queriam liminar contra o americano para que ele não citasse ou fizesse qualquer menção ao clube paulista, sob pena de multa.

🎧 Ouça o podcast ge Botafogo 🎧

Assista: tudo sobre o Botafogo no ge, na Globo e no sportv



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.