Terça, 21 de Maio de 2024
  • Terça, 21 de Maio de 2024

Após aumento na demanda, Delegacia de Homicídios ganha reforços de 8 investigadores 

Policiais do Grupo de Operações e Investigações foram destinados à DHPP, um mês após aumenta nas demandas de casos

MIDIAMAX/MIRIAN MACHADO


Pouco mais de um mês depois de receber o aumento de casos envolvendo homicídios, a DHPP (Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa) ganha o reforço de oito policiais. A informação foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (16). 

Consta na publicação, que oito investigadores do GOI (Grupo de Operações e Investigações) foram destinados à DHPP, concedendo dois dias de trânsito a partir da publicação.

Segundo a determinação, a o aumento no reforço ocorre por ser ‘dever da administração superior da Polícia Civil analisar as necessidades da instituição, primando pela prevalência do interesse público sobre o interesse privado, promovendo as modificações e adequações necessárias ao bom andamento dos trabalhos, levando em conta o perfil de cada servidor e também a demanda do trabalho de cada unidade policial'. 

Aumento de demanda

Em abril, o delegado-geral na época afirmou que a mudança seria para ajudar a delegacia a se especializar nos casos de homicídios. Os crimes consumados e os tentados em Campo Grande, em que as autorias não foram definidas, são investigados pela DHPP.

Já os que têm autoria identificada são conduzidos pela delegacia de área. A ordem é para que a investigação comece e termine no mesmo local, prevenindo perder a ‘linha de raciocínio'. 

Casos em que ocorrem intervenção policial e policial é civil é investigado pela DHPP, se for policial militar continua sendo investigado pela Corregedoria da PM.

No interior do Estado, os crimes continuam sendo investigados pelas delegacias da cidade, apenas em casos excepcionais a especializada da Capital é acionada.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.