Terça, 21 de Maio de 2024
  • Terça, 21 de Maio de 2024

Carros e submetralhadoras são apreendidos em operação da PF contra grupo que exportou seis toneladas de cocaína

Investiga um grupo de tráfico de cocaína em várias regiões do Brasil

MIDIAMAX/DIEGO ALVES


divulgação

26 pessoas foram presas, 20 veículos, duas submetralhadoras, uma espingarda calibre 12, um revólver, cinco pistolas, documentos, mídias digitais, dinheiro em espécie Joias e relógios foram apreendidos durante as operações Sordidum e Prime da Polícia Federal, que investiga um grupo de tráfico de cocaína em várias regiões do Brasil.

Um empresário, de 35 anos, foi preso com duas pistolas e 126 munições em um condomínio de luxo, em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, na manhã de quarta-feira (15).

Mato Grosso do Sul, Alagoas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraíba e São Paulo foram os estados alvos da operação. Foram 64 mandados de busca e apreensão, 25 de prisão preventiva e 11 de prisão temporária. Além do sequestro de cerca de 90 imóveis identificados e bloqueio de bens.

Empresas de fachada e 6 toneladas de cocaína

Segundo a PF, o grupo criminoso remetia drogas a países da América Central. Nesse contexto, estima-se que a organização fez o transporte de pelo menos 6 toneladas de cocaína, durante os 3 anos de investigações. A Polícia Federal apreendeu também joias, dinheiro e relógios, assim como armas e munições.

O grupo usava doleiros na fronteira do Brasil com países vizinhos, além da criação de empresas de fachada, negócios dissimulados e pessoas interpostas. O objetivo da ação é combater organizações criminosas do tráfico internacional de drogas e armas, evasão de divisas, falsificação de documentos públicos, tortura, dentre outros crimes.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.