Terça, 25 de Junho de 2024
  • Terça, 25 de Junho de 2024

Brasileirão sem rebaixamento: entenda por que ideia de Renato é inviável

Sugestão feita pelo técnico do Grêmio enfrenta obstáculos legais e políticos

GLOBOESPORTE.COM / MARTíN FERNANDEZ


Renato Gaúcho opina sobre possibilidade de não haver rebaixamento

É muito difícil que saia do papel a sugestão do técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, de que o Campeonato Brasileiro de 2024 não tenha times rebaixados. A ideia esbarra em obstáculos legais e políticos.

Em entrevista ao programa "Boleiragem", do sportv, Renato propôs o acesso dos quatro clubes da Série B, mas sem que ninguém da Série A seja rebaixado. Assim, o Brasileirão de 2025 teria 24 equipes. Seria uma forma de proteger os clubes gaúchos - Grêmio, Inter e Juventude -, afetados pelas enchentes que castigam o Rio Grande do Sul.

Essa mudança no regulamento do Campeonato Brasileiro teria que ser decidida pelo Conselho Técnico da Série A – que reúne todos os clubes que disputam o torneio. Em entrevista ao ge na semana passada, durante o Congresso da Fifa na Tailândia, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, se disse contra soluções desse tipo.

O calendário de 2025 já era visto como de difícil solução por causa da presença de times brasileiros (Flamengo, Fluminense e Palmeiras, podendo haver mais um em caso de título da Libertadores deste ano) no Mundial de Clubes da Fifa entre junho e julho nos EUA. Com 24 clubes na Série A, o número de jogos passaria dos atuais 380 para 552. Seria inviável.

Além disso, há um impedimento legal. A Lei Pelé – que ainda está em vigor por força de um veto à Lei Geral do Esporte – diz o seguinte no artigo 89:

– Em campeonatos ou torneios regulares com mais de uma divisão, as entidades de administração do desporto determinarão em seus regulamentos o princípio do acesso e do descenso, observado sempre o critério técnico.

+ Futebol Solidário no Domingão: jogo vai arrecadar doações para vítimas no RS

Também existe a preocupação de que uma medida desse tipo gere desmobilização em vários clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro, já que estariam protegidos do risco de rebaixamento – e da consequente queda de receitas em 2025.

Na próxima segunda-feira, haverá um Conselho Técnico para decidir como fica o calendário de 2024. A CBF atendeu a pedido dos clubes e suspendeu duas rodadas do Brasileirão por causa das enchentes no Rio Grande do Sul. O torneio volta no dia 1º de junho.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.