Quarta, 17 de Julho de 2024
  • Quarta, 17 de Julho de 2024

Sósia de Dorival? Técnico que parou o Brasil flertou com Vasco e tem livro de "utopias impossíveis"

Gustavo Alfaro tem título argentino pelo Boca, disputou a Copa com o Equador e recusou convite do Vasco

GLOBOESPORTE.COM / REDAçãO DO GE


Brasil 0 x 0 Costa Rica | Melhores Momentos | 1ª Rodada | Copa América 2024

Responsável por brecar a seleção brasileira na estreia da Copa América, com o empate sem gols com a Costa Rica, o técnico Gustavo Alfaro conseguiu mais uma conquista utópica na carreira.

Com a equipe mais jovem do torneio, conseguiu o primeiro empate da história entre as duas seleções.

— O que demonstramos é que não viemos passear, vamos lutar e vamos disputar cada partida como uma final (...). Espero que comecem a nos ver com respeito, somos uma seleção que não se dá por vencida e sempre encara as situações mais adversas. Estamos apenas num início de trabalho — disse o treinador após o 0 a 0.

No ano passado, Alfaro escreveu um livro contando a trajetória da Seleção do Equador até a Copa do Mundo do Catar 2022. O nome? Caçadores de Utopias Impossíveis. O prólogo do livro foi escrito por Tite, técnico que comandou o Brasil na última Copa do Mundo, de quem virou amigo em 2021.

Na Copa América daquele ano, após o empate por 1 a 1 no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, Alfaro rasgou elogios ao adversário e previu erroneamente o título brasileiro na Copa do Catar.

- Siga lutando, porque esta é sua e você vai terminar sendo campeão do mundo. Lembre-se do que estou te dizendo. Você dignifica isso – disse Alfaro a Tite, em vídeo que viralizou na internet.

Com 30 anos de experiência no futebol, o treinador argentino de 61 anos havia dito na véspera da partida que "hierarquia se respeita, mas não se teme", motivando seus jogadores a enfrentar o Brasil sem medo de duelar com craques mundiais.

Por uma semelhança física inegável com Dorival Júnior, a imagem de Alfaro virou meme nas redes sociais com usuários brasileiros e também de outros países da América do Sul no jogo de segunda.

Um quase técnico do Vasco

Alfaro recebeu um convite do Vasco em julho de 2023, mas preferiu recusar o que seria seu primeiro desafio no futebol brasileiro. A negativa motivou o clube carioca a buscar Ramón Díaz.

Alfaro passou boa parte da carreira na Argentina. Foi lá que conquistou seus principais títulos, como a Copa Sul-Americana em 2007, com Arsenal de Sarandí, e o seu único título argentino, com o Boca Junior, em 2019.

Foi à frente da seleção equatoriana, inclusive, que Alfaro realizou seu sonho de disputar uma Copa do Mundo. Em 2020, ele substituiu Jordi Cruyff - filho do ídolo holandês Johan Cruyff - e assumiu o desafio de trabalhar diante do impacto da pandemia da Covid-19, que interrompeu o planejamento para as Eliminatórias da Copa de 2022. Alfaro não apenas classificou o Equador na quarta colocação, como comandou uma renovação na seleção local, que havia ficado fora da Copa de 2018.

No Mundial, no entanto, o Equador não conseguiu chegar às oitavas de final e parou na primeira fase.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.