Sexta, 19 de Julho de 2024
  • Sexta, 19 de Julho de 2024

Operação Pantanal chega ao 100º dia com dois pontos de atenção e sem focos ativos no bioma

Boletim traz redução de 6 para apenas 2 pontos de atenção, na região do Tagiloma e do Paraguai Mirim, sem focos ativos

MIDIAMAX/GUILHERME CAVALCANTE


Banho de São João em Corumbá (Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)

No 100º dia da Operação Pantanal 2024, Relatório Diário aponta diminuição no número das áreas de atenção e inexistência de focos ativos de calor no Pantanal sul-mato-grossense.

Nesta quarta-feira (10), o boletim traz redução de 6 para apenas 2 pontos de atenção, localizados ao norte e nordeste do município de Corumbá-MS, na região do Tagiloma, também conhecido como Maracangalha; e na região do Paraguai Mirim.

O documento descreve que em ambos os pontos de atenção está “inexistente a presença de focos ativos, seguindo somente em monitoramento, tanto in loco como via satélite”.

Na região do Tagiloma, brigadistas supervisionam e controlam o ponto de atenção dentro de uma área segura e isolada. Ha alguns pontos de fumaça decorrentes da queima lenta de materiais lenhosos. Contudo, toda a região segue em constante vigilância para que não haja reignição dos focos.

Já na região do Paraguai Mirim, próximo ao Rio Paraguai, as equipes se mantiveram nas atividades de monitoramento e controle, com o objetivo de evitar a reignição do foco e a manter dentro da área isolada nas margens do Rio Paraguai.

“Apesar da redução no número de focos de incêndio nos últimos dias, as equipes seguem com sua missão de proteger o meio ambiente e as comunidades locais. A preparação contínua e a vigilância constante são fundamentais para garantir uma resposta rápida e eficaz, caso novos desafios surjam”, traz o relatório.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.