Terça, 21 de Maio de 2024
  • Terça, 21 de Maio de 2024

Bonito é o primeiro destino de ecoturismo a ter certificado de Carbono Neutro

A Capital do Ecoturismo ganha destaque mundial pelo compromisso de diminuir a emissão de carbono na atmosfera

IZABELA CAVALCANTI / CAMPO GRANDE NEWS


Certificado emitido pelas Nações Unidas, foi entregue na quinta-feira (Foto: Divulgação/Prefeitura de Bonito)

Bonito se tornou o primeiro destino turístico do mundo em Carbono Neutro. O certificado foi concedido pelas Nações Unidas para o Clima, na noite de quinta-feira (15).

A Capital do Ecoturismo ganha destaque mundial pelo compromisso de diminuir a emissão de carbono na atmosfera, por meio de diretrizes e mandamentos elaborados pela ONU (Organização das Nações Unidas). A medida está sendo aplicada com o apoio da Green Initiatives.

A medida de tornar Mato Grosso do Sul um estado Carbono Neutro até 2030 foi implementada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

“Estamos celebrando a internalização desse processo, essa expertise que vocês têm hoje, porque vocês não só têm um certificado, vocês têm massa crítica, têm pessoas que já sabem como fazer, que vivenciaram um processo sofisticado, que exigia convecção. O tempo que tínhamos para fazer isso não era o ideal, mas só deu certo porque vocês estavam prontos, porque já praticam a sustentabilidade aqui há décadas e estão no caminho sim, para conseguir atingir a meta de 45% menos emissão de carbono até 2023', destaca o diretor da Green Initiatives, Frederico Viglatil.

Essa é uma das 30 empresas certificadoras reconhecidas pela ONU e contratada pela Fundação de Turismo de MS para levantar um diagnóstico de toda a emissão de gás carbônico do município de Bonito.

Início – No dia 2 de dezembro de 2021, o pouso do primeiro voo da linha Congonhas, de São Paulo para Bonito, realizado pela Gol Linhas Áreas, foi o início deste processo, sendo a primeira rota em Mato Grosso do Sul e a segunda no Brasil com a certificação de neutralização de emissão de carbono.

Já a partir de janeiro de 2022, as ações foram intensificadas. Em quatro meses foi calculado o volume de emissões de gases em Bonito, que já são revertidas em créditos de carbono, inicialmente em uma área de floresta na Amazônia Legal.

“É um trabalho que a gente começou lá atrás, desde o voo com esse pensamento. A gente participa dos eventos internacionais e é o que o mundo fala, é o que as pessoas hoje estão pensando, estão com essa preocupação, de trabalhar de maneira mais sustentável e aqui em Bonito a gente tem esse desafio, de cada vez mais ir nesse sentido, construindo parcerias, sempre pensando no que é melhor para nossa cidade. Então, hoje, isso é um resultado que a gente entrega, em parceria com a Fundtur', destaca a secretária de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito, Juliane Salvadori.

O diretor presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Bruno Wendling, destacou a importância de todo o processo.

“Só estamos aqui porque na verdade esse é trabalho feito pelo destino há muitos anos. Bonito é um destino responsável, ele nasce responsável, então nada melhor do que a gente fazer um trabalho desse, de entregar uma certificação, que não é um prêmio, é um compromisso global que Bonito hoje assina com o mundo, de ser tornar um destino ainda mais responsável', finaliza Wendling.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.