Quarta, 17 de Julho de 2024
  • Quarta, 17 de Julho de 2024

Sobe para 24 número de mortes por deslizamento em acampamento na Malásia

Resgate encontrou mais três corpos, incluindo os de duas crianças; 100 pessoas estavam no local na hora do acidente

R7 / INTERNACIONAL | DA AFP


Mulher e criança sobreviventes do deslizamento de terra que atingiu acampamento em Batang Kali, Malásia - EFE/EPA/FAZRY ISMAIL - 16/12/2022

O número de mortes devido a um deslizamento que atingiu um acampamento turístico a nordeste de Kuala Lumpur, na Malásia, no início da manhã de sexta-feira (16) subiu para 24 depois que profissionais de resgate encontraram neste sábado (17) mais três corpos, incluindo os de duas crianças.

De acordo com a Defesa Civil de Selangor (estado onde ficam Kuala Lumpur e a região da tragédia), nove pessoas ainda estão desaparecidas.

As equipes de resgate mantêm as buscas neste sábado no acampamento Batang Kalu após interromperem os trabalhos na noite de sexta-feira devido ao mau tempo em meio à temporada de monções na Malásia.

'Temos que ter cuidado, porque há uma forte corrente de água que complica o trabalho de resgate, o terreno é muito instável', afirmou o chefe do departamento de Defesa Civil, Norazam Khamis, à imprensa local.

Norazam disse que as chances de sobrevivência das pessoas desaparecidas são 'pequenas' por causa da falta de oxigênio e do peso da terra.

Ao menos 61 pessoas foram resgatadas, incluindo 20 professores de uma escola primária e suas famílias, além de uma mulher grávida de seis meses. Cerca de 100 pessoas estariam no acampamento durante a noite no momento do deslizamento.

Wan Azizah Wan Ismail, esposa do primeiro-ministro malaio, Anwar Ibrahim, visitou hoje os sobreviventes internados no hospital de Selayang.

A Defesa Civil do país informou que o deslizamento de terra veio de uma encosta de cerca de 30 metros de altura e atingiu uma área de aproximadamente 450 mil metros quadrados.

Não se sabe o que causou o deslizamento, que ocorreu em uma região montanhosa e arborizada. Embora seja a época das monções na Malásia, boletins meteorológicos apontaram que apenas chuvas leves foram registradas na noite da tragédia.

O ministro do Desenvolvimento malaio, Nga Kor Ming, afirmou que o acampamento funcionava sem uma licença específica para este fim. Ele ordenou o fechamento de todos os acampamentos considerados 'de alto risco', próximos de rios, cachoeiras ou encostas, por sete dias.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.