Terça, 21 de Maio de 2024
  • Terça, 21 de Maio de 2024

Comovidos com a fome, policiais compram alimento para casal em situação precária

Em Mato Grosso do Sul, 266, 8 mil pessoas vivem o drama das panelas vazias

ALINE DOS SANTOS / CAMPO GRANDE NEWS


Policiais compraram alimentos para ajudar casal por dois meses. (Foto: Divulgação/PMA)

O drama da fome de um casal, vivendo em situação precária às margens de um córrego em São Gabriel do Oeste, comoveu policiais militares ambientais, que compraram alimentos e pediram auxílio do serviço de Assistência Social do município.

A mulher de 57 anos e o homem de 63 anos moram em um barraco ao lado do córrego Brejão, nas proximidades da área urbana. Eles contaram que estavam passando fome, situação confirmada pela falta de alimento no local. A subsistência vem de trabalhos esporádicos, como coleta de materiais recicláveis e limpeza de terrenos.

Comovidos, os policiais foram ao supermercado e compraram alimentos suficientes para dois meses. Depois da entrega dos mantimentos, a equipe acionou  Secretária de Assistência Social do município.

Em Mato Grosso do Sul, 266, 8 mil pessoas passam fome. Os dado são da Penssan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional).

Conforme o levantamento, 20,54% dos moradores do Estado sofrem para ter acesso à alimentação, em situação considerada moderada, quando há pouca quantidade de comida na mesa. Enquanto 9,4 % estão em circunstâncias graves por falta de alimentos.

O relatório aponta que 35,04% sofrem com a insegurança alimentar leve, ocasião em que a família enfrenta incerteza ao acesso de alimentação adequada, de forma regular e com todos os nutrientes recomendados.

Somente 35% possuem segurança alimentar, quadro em que conseguem realizar três refeições diárias.

A fome que prende - Levantamento da Defensoria Pública mostra que em um ano, 32 pessoas foram presas em flagrante por furto de alimentos em Campo Grande.

Vinte delas buscavam a mistura, tão ausente no prato diante de orçamentos raquíticos. A lista de itens furtados inclui pacote de pescoço de frango, mandioca, coentro, achocolatado, 300 gramas de alho e um pacote de orégano.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.