Terça, 21 de Maio de 2024
  • Terça, 21 de Maio de 2024

Argentina fatura o tricampeonato da Copa nos pênaltis em jogão com seis gols

Nem mesmo o hat-trick de Mbappé foi suficiente para superar a raça da Argentina na final da Copa do Catar

CORREIO DO ESTADO / FOLHAPRESS


Argentina supera França nos pênaltis - Foto: Twitter Fifa

A Argentina superou a França nos pênaltis por 4 a 2 após um jogo digno de final de Copa do Mundo. No Catar, o super jogo teve placar de 2 a 2 no tempo normal, 1 a 1 na prorrogação, totalizando 3 a 3.

Com o resultado, a  Argentina volta a levantar uma taça de Copa do Mundo após 36 anos. Os hermanos tinham sido campeões também em 1978 e 1986.

O segundo tempo da prorrogação teve um gol de Messi no início da partida e Mbappé conquistou o empate, de pênalti, logo em seguida.

O primeiro tempo da prorrogação terminou sem gols, em uma disputada entre Argentina e França.

Em um jogo disputado, Argentina e França terminam o primeiro tempo da prorrogação sem gols. A decisão vai, agora, para o segundo tempo.

Mbappé marcou dois gols seguido -em dois minutos- no segundo tempo e empatou com a Argentina. O primeiro aconteceu de pênalti após Otamendi derrubar Kolo Muani dentro da área e o árbitro marca pênalti para a França. O segundo veio aos 39 minutos, dois minutos depois, após Messi ser desarmado por Coman e tocar para o atacante francês empatar.

A França voltou ao segundo tempo como a mesma equipe terminou a primeira etapa. O técnico francês Didier Deschamps já fez duas trocas logo após o segundo gol da Argentina.

Superior no primeiro tempo, a Argentina abriu o placar com o atacante Messi, de pênalti, aos 23 minutos, depois de Dembelé marcar falta em cima de Di Maria.

Aos 35 minutos, Di Maria ampliou para a Argentina. Em contra-ataque rápido entre Messi, Álvarez e Mac Allister, a bola foi ajeitada para Di Maria na área que bateu de esquerda e ampliou para os argentinos: 2 a 0.

Messi é primeiro a marcar em todos os jogos da fase final no formato com 32 seleções, usado desde 1998. O argentino fez nas oitavas de final, contra a Austrália, nas quartas, contra a Holanda, na semifinal, contra a Croácia, e na decisão, diante da França.

Na Copa de 2002, Ronaldo marcou 4 dos seus 8 gols na fase final. Mas passou em branco na vitória diante da Inglaterra, nas quartas de final (gols de Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho). O Fenômeno marcou contra Bélgica, nas oitavas, Turquia, nas quartas, e duas vezes no 2 a 0 da final, contra a Alemanha.

Nesta final da Copa do Mundo, a França defende o título de 2018 e aposta as suas fichas no craque Mbappé, que pode virar favorito na disputa pelo melhor jogador do mundo com o título. Já a Argentina vive a última dança de Messi. O camisa 10 disputa a sua última Copa do Mundo e busca o único e maior título que ainda lhe falta.

Assine o Correio do Estado



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.