Terça, 16 de Abril de 2024
  • Terça, 16 de Abril de 2024

'O nível de corrupção que temos com o orçamento secreto. Sou absolutamente contra.

Não se governa com orçamento secreto', de TABATA AMARAL (PSB-SP) // deputada federal reeleita, que irá pedir para Lula acabar com o orçamento

CORREIO DO ESTADO / GIBA UM


Giba Um - Foto: Reprodução

A TV Record voltou a pressionar Fausto Silva para estrelar um programa dominical na emissora, como acontecia nos tempos da Globo. Desta vez, ele disse que ia pensar e pediu um salário de R$ 3,8 milhões. 

Mais: o programa de Fausto Silva ocuparia o lugar da atração comandada por Rodrigo Faro (emissora desde 2008), que está brigando por conta do novo contrato. Faro vinha ganhando R$ 1,2 milhão por mês e a Record oferece agora R$ 300 mil.

In – Beach Tennis  Out – Futvôlei

Mergulhando na carreira

A modelo e estilista Sasha Meneghel, 24 anos, lutou muito para não aparecer na mídia. Fez até parte da seleção de base de vôlei do Flamengo, até que decidiu que iria para fora estudar. Formada em Moda pela Parsons School of Design e vivendo no Brasil ao lado do marido o cantor gospel João Figueiredo. Mas agora tomou gosto pela vida de modelo e resolveu se entregar e é aplaudidíssima pela sua responsabilidade e seu talento. Além de ser garota-propaganda de algumas marcas, agora é foi a primeira brasileira nomeada embaixadora da grife italiana Fendi. Ela está estampando a campanha de 25 anos  da  bolsa Baguette da grife de luxo que  foi a pioneira em gerar listas de espera em lojas pelo mundo, depois que a personagem de Sarah Jessica Parker Carrie Bradshaw, apareceu com uma na terceira temporada da série Sex and the City. A bolsa leva esse nome por ser fácil de ser carregada, principalmente debaixo do braço foi a primeira receber o título de it-bag da história da moda. Voltando a falar da filha da eterna rainha dos baixinhos, Sasha também está na campanha de verão da grife de moda praia Água Doce.

Eletrônicos fora da lei

A regulamentação das apostas eletrônicas no Brasil vai cair no colo de Lula. O Ministério da Economia detectou que sites e aplicativos internacionais estão operando fora da lei no Brasil, à margem de órgãos de controle financeiro e da Receita Federal. Em agosto, o mesmo ministério enviou ofícios à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República denunciando a atuação das plataformas no país. Aproveitaram brechas da legislação ainda em vigor e anunciavam para valer na televisão. Sites como Dafabet, Betano (anuncia em canais de jogadores de futebol), NetBat, Betmotion, Betsul e Marsbete têm sede fiscal nas Filipinas, Grécia, Malta e Curaçao. No fim de 2018, o Congresso aprovou lei permitindo a atuação de casas de apostas eletrônicas no Brasil, só que, quatro anos depois, Bolsonaro não regulamentou a matéria. Em março deste ano, o Ministério da Economia enviou uma proposta de regulação para a Casa Civil que acabou evaporando nas gavetas do gabinete de Ciro Nogueira (PP), à espera ninguém sabe do que. Com isso, os brasileiros seguem apostando exclusivamente em sites no exterior, que não recolhem tributos no país. E jogadores e até figuras da televisão surgem como garotos-propaganda da modalidade. Estima-se que, com a legalização, a União arrecadaria perto de R$ 7 bilhões por ano. País rico é outra coisa.

Reunião de amigas

A ex-BBB, modelo, empresária, influenciadora, missionária e apresentadora Rafa Kalimann  reuniu um time de peso para começar a festas de final do ano. Ela organizou até um amigo secreto entre as convidadas. E quase que a anfitriã não chega à festa, por conta do voo de São Paulo-Rio ser cancelado. Ainda em terras paulistas, ela postou em suas redes sociais que “Eu tenho um evento no Rio IMPORTANTÍSSIMO”. Apesar de atrasada conseguiu chegar à festa. As convidadas eram Isabel Teixeira, Fernanda Paes Leme, Vitória Strada, Deborah Secco, Juliana Paes, Duda Beat, Marcella Rica, Nilma Quariguasi (esposa do ator Romulo Estrela) e Juliette Freire que compartilhou uma foto da reunião com a legenda: “Presentes que esse mundo me trouxe”.

PEC-Peru

A briga entre MDB e União Brasil por um ministério ganhou a ameaça de Elmar Nascimento (União-BA) de abandonar a relatoria da PEC Fura-teto na Câmara. O deputado esperava ser ministro de Minas e Energia, indicado por seu partido. O voo do parlamentar foi encurtado por Gleisi Hoffmann, presidente do PT, que avisou que Lula vai entregar a pasta ao MDB. Insatisfeito, Elmar ameaçou deixar o posto e até fazer mudanças que atrasariam o texto, já chamado de PEC-Peru.

Fase ruim

Valdemar Costa Neto, dono do PL, ainda não conseguiu desbloquear dinheiro do fundo partidário por conta da multa do TSE sobre tentativa da ação de má fé do partido sobre urnas eletrônicas. De quebra, o TRE do Paraná aprovou as contas da campanha do senador eleito Sérgio Moro (União Brasil) e esvaziou tentativa de Moro não tomar posse. O ex-juiz será diplomado nesta segunda-feira (19), junto com os demais candidatos eleitos do Paraná.

Festa de ataques

Membros do comitê de transição do governo na área econômica não aguentam mais ataques de economistas “sobre um jogo que nem começou”, segundo muitos. Num evento do Itaú BBA, Luis Stuhlberger, do Verde Asset Management, já previu que “essa política” ganhará rápido downgrade e uma agência de risco. Marcos Lisboa e Samuel Pessôa juntos estimam maior inflação, mais juros e endividamento e nada para os trabalhadores. No YouTube há divergências entre eles e André Lara Resende. De quebra, Marcos Mendes (Insper como Lisboa que está deixando sua presidência) encontra brechas fiscais em todos os corredores e esquinas.

PEDAÇO

Os sindicalistas deverão dominar o Ministério do Trabalho no governo Lula. Além de Luiz Marinho no comando, Jefferson Coritec deverá assumir a Secretaria do Trabalho como nome da cota de Paulinho da Força, do Solidariedade. Coritec é um dos fundadores da Força Sindical, e braço direito de Paulinho. No governo Temer, foi secretário especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário de 2017 a 2018.

Vai sobrar

Ainda que a assembleia do dia 21 pedida por sindicatos da Fiesp conclua pela destituição de Josué Gomes da Silva da presidência da instituição ou que ele já tenha resolvido sua nomeação para o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior com Lula, Paulo Skaf, que coordenou o movimento e já presidiu a federação por quase 18 anos, não poderá ocupar o posto pelo menos até 2025, quando termina o mandato da atual diretoria. Além disso, o mesmo Josué gostaria de preparar seu sucessor. À primeira vista, a cadeira vai para Rafael Cervone, que atualmente comanda o Ciesp.

BOM EMPREGO

Renata Calheiros, mulher do senador eleito por Alagoas Renan Filho (MDB) e nora de Renan Calheiros, é candidata à vaga de conselheira do Tribunal de Contas do Estado. Formada em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Brasília, Renata concorre à vaga na corte pela saída de Cícero Amélio. Os vencimentos de um conselheiro são de R$ 35,4 mil, mais auxílio saúde de R$ 3,5 mil.

Ação conjunta

O governo da Colômbia já fez chegar aos assessores de Lula a intenção de discutir um plano de ação conjunta entre as Forças Armadas dos dois países para combater uma dissidência do Exército de Libertação Nacional (ELN), que está atuando na região da fronteira. O presidente Gustavo Petro está costurando um acordo com o ELN, mas no caso da dissidência, não há acordo possível.

Namorada

Ines Rau, Modelo trans, apontada como namorada de Mbappé não foi engrossar a torcida francês no Catar. Os motivos são mais do que óbvios. Além do país não tolerar a comunidade LGBT desde o início do Mundial, Ines tem recebido comentários pouco elogiosos e muito hates direcionados ao jogador. Internautas argentino foram no seu perfil no Instagram para insultá-la e quase sempre fazem comentário de cunho sexual. Neste mês de Mbappé no Catar, ela esteve em Miami num evento, que teve até Madonna.

POMPA NO PODER

O poder sem pompa, livro quase biográfico de Francisco Dornelles, escrito pela jornalista Cecilia Costa, lembra episódio de Tancredo Neves contado por Fernando Henrique Cardoso. Eleito pelo colégio eleitoral de 1985, Tancredo não conseguiu vaga no Ministério para FHC, então destacado senador. Aí, inventou um novo cargo para o parlamentar: líder do Governo do Congresso (se somaria os já existentes líderes da Câmara e do Senado). Ao comunicar a decisão ao senador, Tancredo perguntou onde seria seu gabinete e FHC disse que continuaria na mesma sala do Anexo I do Senado. Tancredo não resistiu: “Nada disso, Fernando, você precisa de um gabinete maior. O poder exige pompa”.

MISTURA FINA

O MDB quer três ministérios no governo Lula: uma pasta para a bancada da Câmara, de 42 deputados, outra para o Senado, que tem dez parlamentares, além do ministério para Simone Tebet. No senado o candidato mais forte é Renan Filho; o da Câmara deverá passar pelo aval de Helder Barbalho e poderá sair da bancada emedebista do Pará. José Priante é cotado para Cidades, mas Márcio França (PSB) também quer. 

O PRESIDENTE eleito Lula recebeu um convite do presidente do Chile, Gabriel Boric, para uma visita a Santiago em setembro. Boric quer reunir todos os líderes latino-americanos de esquerda em um super evento em defesa da democracia e relembrando 50 anos do golpe militar contra Salvador Allende. Para muitos, será uma reunião do Foro de São Paulo, sempre alvo de ataques da direita.

O ANUÁRIO Brasileiro de Segurança Pública de 2022 revela que, entre 2020 e 2021, 2.695 mulheres foram mortas no Brasil pela condição de ser mulheres. Entre as vítimas de feminicídio, 62% eram negras e 37,5% brancas. Nas mortes violentas envolvendo o sexo feminino, 70,7% eram negras e 28,6% brancas. 

A FUTURA primeira-dama do país, Rosângela da Silva, a Janja, está usando máscara em qualquer lugar que vá, especialmente em locais ao lado do maridão. Os números da covid estão aumentando e Janja quer dar o exemplo.

RUBENS Menin, dono da construtora MRV, do Banco Inter e da CNN, que acaba de demitir mais de 60% dos funcionários da emissora, quer levar o sinal para a TV aberta. A antiga MTV Brasil, que hoje pertence à Kalunga, pediu R$ 200 milhões (achou caro). Outro canal, o número 52 de São Paulo, comandado por Paulo Abreu, pediu R$ 200 mil mensais pelo aluguel 24 horas. E ainda pensa em comprar a revista Veja.

LEVANTAMENTO feito pela revista Veja mostra que a futura ministra da Cultura, Margareth Menezes, está na lista dos devedores de órgão públicos (Receita Federal,  Previdência e com o próprio ministério). Essa dívida supera R$ 1 milhão.  Um dos débitos seria por conta de irregularidades num convênio firmado entre a Associação Fábrica Cultural, ONG fundada por Margareth e o Ministério da Cultura no último ano do governo Lula em 2010.

BÁRBARA Borges, 43 anos, ex-paquita, ex-Globo e atualmente na Record, venceu o reality-show A Fazenda 14 e embolsou R$ 1,5 milhão. A atração recheada de brigas, mas Babi (apelido) conseguiu superá-las. Para quem tem memória curta: ela estampou várias páginas da extinta revista Playboy por duas vezes em 2006, aos 26 anos e 2009, aos 30 anos.  

Assine o Correio do Estado

 



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.