Terça, 16 de Abril de 2024
  • Terça, 16 de Abril de 2024

Campeões do mundo embarcam de volta para a Argentina

Previsão da companhia aérea é que delegação desembarque em Buenos Aires às 2h45, na madrugada de hoje, segunda-feira (19), para amanhã, terça-feira

R7 / COPA DO MUNDO | POR AGêNCIA EFE


Após a final, jogadores passearam pelo Catar e agora seguem para Argentina - REUTERS/Thaier Al-Sudani

A delegação da seleção da Argentina partiu nesta segunda-feira (19) de volta para o país, um dia depois da conquista da Copa do Mundo, conforme informou a companhia aérea Aerolíneas Argentinas, que está a cargo do retorno dos campeões.

O voo AR1915 saiu do aeroporto de Doha, no Qatar às 10h44 locais (4h44 de Brasília), com mais de sete horas de atraso quanto ao horário inicialmente previsto. A expectativa é de que a parada em Roma, na Itália, aconteça às 10h36 de hoje.

A companhia prevê que o avião que leva jogadores, comissão técnica e outros integrantes da delegação da 'Albiceleste' pouse no Aeroporto Internacional de Ezeiza, na província de Buenos Aires, às 2h25 desta terça-feira (de Brasília).

Durante os próximos dias, a Aerolíneas Argentinas operará três outros voos com torcedores argentinos que estão em Doha. Dois chegarão à Ezeiza na madrugada de amanhã, enquanto um terceiro pousará na quinta-feira.

Ainda não há detalhes sobre as comemorações oficiais que envolverão os jogadores. O governo da Argentina está analisando a realização de atos com grande concentração de público. Além disso, segundo apurou a Agência EFE, não foi definido como será o encontro da delegação da 'Albiceleste' com o presidente do país, Alberto Fernández.

Se em 2022 já foi assim... Confira a lista de jovens craques dessa Copa que prometem brilhar em 2026

A Copa do Mundo acabou, mas o gostinho de 'quero mais' ainda não passou. Foram 28 dias de muito futebol, e, definitivamente, muito talento mostrado pelas 32 seleções. O destaque mesmo ficou para os mais jovens, que provaram que habilidade e disposição não vão faltar para o Mundial de 2026. O R7 elegeu uma lista dos meninos que brilharam no Catar e prometem se destacar ainda mais nos Estados Unidos, no México e no Canadá. Confira: 

Montagem R7/Reprodução/Reuters/AFP

Gavi é o mais jovem da lista e, definitivamente, uma das surpresas positivas desta Copa do Mundo. Mesmo não tendo chegado às quartas de final, a Espanha contou com o talento do garoto de apenas 18 anos para comandar o meio-campo espanhol. Em 2026, com 21 anos apenas, o camisa 9 ainda vai ter muito talento e habilidade para mostrar em campo

REUTERS/Dylan Martinez

Jude Bellingham foi um dos destaques da Inglaterra nesta Copa do Mundo. Ao lado de Harry Kane e Saka, o trio de ataque inglês foi um dos mais eficientes, com 13 gols durante o torneio. Entre esses, um foi de Bellingham, que impressionou torcedores e fãs de futebol pelo talento e poder ofensivo. O atacante inglês chega ao próximo Mundial com 23 anos

Paul ELLIS / AFP

Mesmo com a queda precoce da Alemanha na fase de grupos, Musiala chamou a atenção dos torcedores e fãs de futebol, principalmente pela habilidade com a bola nos pés e pelo poder ofensivo. Na próxima Copa do Mundo, o meio-campista terá apenas 23 anos e muita lenha para queimar em campo

REUTERS/Kai Pfaffenbach

Pedri, ao lado de Gavi, foi um dos nomes da Espanha nesta Copa do Mundo. Apesar da queda precoce diante do Marrocos, o meio-campo da seleção espanhola foi muito eficiente, e parte da responsabilidade disso é justamente de Pedri. Em 2026, o meio-campista terá somente 23 anos e muito futebol para mostrar

REUTERS/Carl Recine

Camavinga, apesar de não ter sido titular na maioria dos jogos da França durante a Copa, quando foi chamado, mostrou os motivos de ter sido convocado. Com bastante habilidade e pensamento tático, o meio-campista encontrou espaço e conseguiu demonstrar todo o seu talento. Camavinga chegará aos Estados Unidos, ao México e ao Canadá com apenas 23 anos e terá a missão de defender a atual vice-campeã

REUTERS/Benoit Tessier

Gvardiol não terminou a Copa muito querido pelos brasileiros, mas isso justamente porque o zagueiro jogou muita bola e não deixou o Brasil passar pela seleção croata. Com apenas 20 anos, Gvardiol foi um dos destaques da semifinalista Croácia, e em 2026, com 24 anos, o jogador vai brigar pelo posto de melhor defensor do torneio

REUTERS/Annegret Hilse

Bukayo Saka foi o grande nome do ataque inglês nesta Copa do Mundo. Aos 21 anos, o atacante marcou três gols e foi o artilheiro da seleção inglesa nesta edição do torneio. No próximo Mundial, Saka terá apenas 24 anos e promete ser um dos destaques da Inglaterra 

Paul ELLIS / AFP

Vini Jr. jogou esta Copa com 22 anos e, na próxima, terá apenas 25. O atacante da seleção brasileira estreou neste ano em Mundiais e já marcou um gol, diante da Coreia do Sul. Vini Jr. também foi o jogador com mais participações em gols do Brasil na Copa do Mundo

Danielle Parhizkaran-USA TODAY Sports

Rodrygo foi um dos destaques da seleção. Apesar de começar no banco, foi um dos trunfos do Brasil nesta Copa. No próximo Mundial, o atacante terá 25 anos e promete brilhar ainda mais na seleção brasileira

REUTERS/Carl Recine

Martinelli foi o caçula do grupo comandado por Tite em Doha, no Catar. Apesar de não estar entre os titulares, o atacante foi utilizado em três oportunidades, e em todas correspondeu muito bem. Com 25 anos na próxima Copa, Martinelli é um dos nomes que prometem 

REUTERS/Dylan Martinez

Ferran Torres fez dois gols logo na estreia da Espanha, contra a Costa Rica. O atacante terá 25 anos no Mundial de 2026, e, se continuar jogando o tanto que jogou nesta Copa, dois gols vai ser pouco para o camisa 11 nos Estados Unidos, no Canadá e no México

REUTERS/Carl Recine

Gonçalo Ramos, aos 21 anos, recebeu a dura missão de substituir ninguém menos do que o ídolo português Cristiano Ronaldo. Porém, para o jovem atacante, a pressão não foi problema. Depois de sairdo banco para assumir a titularidade, o atacante, em sua estreia no Mundial, marcou três gols e ainda deu uma assistência contra a Suíça. Em 2026, Ramos terá 25 anos e muita habilidade para pôr em campo

REUTERS/Carl Recine

Enzo Fernández foi um dos destaques da seleção argentina nesta Copa do Mundo. Com apenas 21 anos, o jogador chamou atenção pelo bom futebol apresentado no meio-campo e foi eleito como revelação do Mundial. Em 2026, Fernandez terá ainda 25 anos e, definitivamente, muita habilidade para mostrar ao lado dos atuais campeões do mundo

PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP

Tchouameni é um dos responsáveis pela campanha da seleção vice-campeã, a França. Aos 22 anos, o francês comandou o meio-campo ao lado de veteranos, como Rabiot e Griezmann. Em 2026, Tchouameni talvez não conte com o apoio das estrelas mais velhas da França; porém, no auge dos 25 anos, a grande probabilidade é que um dos astros seja ele mesmo

Paul ELLIS / AFP

Apesar da eliminação ainda na fase de grupos, Alphonso Davies foi o grande destaque canadense desta Copa. O lateral fez o primeiro gol do Canadá em Mundiais e ainda conseguiu o recorde de gol mais rápido desta edição do torneio. Davies chegará para disputar a próxima Copa, que acontecerá justamente no Canadá, com 25 anos

REUTERS/Ibraheem Al Omari

Julián Álvarez teve o prazer de jogar ao lado do ídolo Lionel Messi. Acontece que o jovem igualou a marca de gols do veterano nesta Copa e marcou quatro vezes durante o torneio. Em 2026, já sem Messi, Álvarez chegará aos Estados Unidos, ao México e ao Canadá com 26 anos e a responsabilidade de comandar o ataque da Argentina, atual campeã do mundo

MANAN VATSYAYANA / AFP

Ounahi é um dos marroquinos que, de maneira heroica, levaram o país à semifinal da Copa do Mundo pela primeira vez. O meio-campista chamou atenção pelo bom futebol, e, inclusive, está sendo estudado pelos grandes clubes europeus. O ex-técnico da Espanha, Luis Enrique, confessou estar impressionado com o futebol do marroquino. Em 2026, o camisa 8 terá apenas 26 anos e, certamente, muito talento e disposição, ao lado dos heróis marroquinos

Alberto PIZZOLI / AFP

Phil Foden jogou esta Copa do Mundo com 22 anos e já mostrou que pode mais. No comando fo meio-campo inglês, o jovem do Manchester City marcou um gol e deu duas assistências no Catar. Foden chegará ao próximo Mundial com apenas 26 anos e, certamente, muita habilidade para mostrar nos gramados

Anne-Christine POUJOULAT / AFP



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.