Terça, 25 de Junho de 2024
  • Terça, 25 de Junho de 2024

Finalizadores, garçons, caçados, líderes de desarmes e mais: veja os rankings finais da Copa do Mundo

Confira também as seleções mais eficientes nas finalizações, os jogadores que mais cometeram faltas e as equipes mais combativas do Mundial do Catar

GLOBOESPORTE.COM / GUILHERME MANIAUDET, LEANDRO SILVA, LEONARDO MARTINS, ROBERTO MALESON E VALMIR STORTI


— Foto: Infoesporte

Todo mundo já sabe que a Argentina foi a grande campeã da Copa do Mundo 2022, que teve ainda Messi como Bola de Ouro (melhor jogador), Emiliano Martínez como Luva de Ouro (melhor goleiro), entre outros. A equipe do Espião Estatístico preparou então alguns rankings exclusivos, mostrando outros destaques do Mundial.

Sabe quem foram os jogadores que mais finalizaram, os que mais sofreram faltas e os garçons? E os atletas com mais desarmes e faltas cometidas? E as seleções mais eficientes e mais combativas? Confira abaixo!

+Índice recorde de erros em cobranças de pênalti +Mundial do Catar bate recorde de gols +Copa 2022 tem o terceiro maior público da história

Os maiores finalizadores

Melhor jogador da Copa do Mundo, Lionel Messi foi o que mais finalizou no Catar. O camisa 10 da Argentina tentou marcar em 32 oportunidades e balançou a rede em sete (22% de aproveitamento), terminando como vice-artilheiro do Mundial. Vale destacar também que quatro dos sete gols foram em cobrança de pênalti.

O segundo que mais finalizou na Copa foi Mbappé, artilheiro da competição, com oito gols. O camisa 10 da França tentou em 30 oportunidades e marcou em oito, com um aproveitamento de 27%. Bem atrás nos números, completam o Top 5: Giroud (15 finalizações), Lautaro Martínez (14) e Perisic (14). Com 11 tentativas, Neymar foi quem mais finalizou pela seleção brasileira .

Os garçons

Cinco jogadores terminaram empatados como os que mais deram assistências no Mundial: Messi, Griezmann, Perisic, Bruno Fernandes e Harry Kane, todos com três passes gol. Destes, o que menos deu passes para finalizações foi o Kane, com seis. Ou seja, um a cada dois passes do atacante inglês para companheiros finalizarem terminaram em gol . Na seleção brasileira, o principal garçom foi Vini. Jr., com duas assistências.

Já quem mais deu passes para finalizações foi Messi . O capitão do tricampeonato mundial da Argentina deixou companheiros em condição de tentar o gol em 20 oportunidades na Copa. Os franceses Griezmann (19) e Mbappé (11) fecham o pódio dos atletas com mais passes para finalizações.

As seleções mais eficientes

Equipe que menos finalizou, a Costa Rica termina a Copa como a mais eficiente . Foram três em gols em 12 tentativas, o que dá uma bola na rede a cada quatro finalizações. Curiosamente, entre as cinco seleções mais eficientes, as três que chegaram mais longe no Mundial foram Holanda, Inglaterra e Portugal, todas eliminadas nas quartas de final.

A vice-campeã França é a sétima, com um gol a cada 6,06 finalizações, enquanto a campeã Argentina é a 11ª, com uma bola na rede a cada 6,80 tentativas. O Brasil, que teve uma das maiores médias de finalizações (17,4 por jogo), é apenas o 23º do ranking. Foram oito gols em 87 finalizações da seleção brasileira, com uma bola na rede a cada 10,88 tentativas.

Os mais faltosos

Os dois jogadores que mais cometeram faltas na Copa do Catar são da Holanda. O zagueiro Timber (17 faltas em quatro jogos) e o lateral-direito Dumfries (16 faltas em cinco jogos) foram os atletas com mais infrações no Mundial. Amrabat (Marrocos), Modric (Croácia) e Julián Álvarez (Argentina) completam o Top 5 dos mais faltosos.

O croata Barisic, que cometeu cinco infrações em apenas um jogo, terminou o Mundial com a maior média de faltas cometidas por partidas. No ranking de média de faltas por jogo, Timber (4,25), Al-Malki e Sharahili (4), da Arábia Saudita, e Dumfries (3,2) fecham o Top 5. No Brasil, quem teve a maior média de infrações foi Daniel Alves (2,5), cometendo cinco faltas em dois jogos .

Os mais caçados

Messi aparece como destaque em mais um ranking, sendo o jogador que mais sofreu faltas na Copa. Foram 20 infrações no craque do Mundial em sete partidas disputadas. Neymar e Ismalia Sarr, do Senegal, foram parados 16 vezes pelos seus adversários com faltas e aparecem empatados na segunda colocação .

Em relação ao número médio de faltas recebidas, Neymar é o líder do ranking. O camisa 10 da seleção brasileira sofreu 16 faltas em três jogos, com uma média de 5,33 por jogo . Sarr também aparece como destaque, com quatro faltas sofridas por partida. Lozano, do México, e Campbell, da Costa Rica, atingiram a marca de 3,67 recebidas por jogo.

Os que mais desarmaram

Marrocos foi um dos grandes destaques da Copa do Catar e apresentou um sistema defensivo bastante sólido ao longo do torneio. Não por coincidência teve o líder de desarmes da competição. O lateral-direito Achraf Hakimi foi o jogador que mais desarmou adversários no mundial, com 23 ações em sete partidas. Rabiot, da França e Kovacic da Croácia, completam o pódio, com 19 desarmes cada.

No ranking médio de desarmes há uma substituição tripla. Entre os jogadores que disputaram ao menos três partidas, David Raum, da Alemanha, teve a melhor média entre todos os atletas. O volante atingiu 4,67 desarmes por jogo e foi acompanhado de perto por Casemiro, do Brasil, e Koulibaly, de Senegal, com índice de 3,75 desarmes por partida cada.

Os times mais combativos

No índice de combatividade, que é a soma de desarmes completos com faltas cometidas, quem terminou a Copa no topo do ranking foi a Argentina (222), seguida por outros três semifinalistas do torneio: Marrocos (216), Croácia (212) e França (184). A Holanda, eliminada nas quartas de final pela campeã Argentina, é a quinta do ranking.

Quando olhamos as médias, nenhuma equipe semifinalista aparece entre os cinco primeiros, o que mostra que nem sempre uma grande quantidade de faltas e desarmes é garantia de sucesso. No Top 5, temos apenas duas seleções que avançaram na fase de grupos: Holanda e Brasil. Com uma média de 33,67 faltas e/ou desarmes por jogo, o Uruguai, que caiu na primeira fase, terminou em primeiro lugar.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.