Terça, 16 de Abril de 2024
  • Terça, 16 de Abril de 2024

Novo governo enfrenta período mais desafiador desde Plano Real, diz Maílson à CNN

Em entrevista à CNN, o ex-ministro da Fazenda, Maílson da Nóbrega, avaliou que o novo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai enfrentar adversidades no cenário mundial e doméstico

CNN BRASIL / TAMARA NASSIF ESTER CASSAVIA DA CNN


Em entrevista à CNN nesta terça-feira (14), o ex-ministro da Fazenda, Maílson da Nóbrega, avaliou que o novo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai enfrentar o “período mais desafiador desde o Plano Real“.

“Temos uma situação de desaceleração da economia mundial, o ressurgimento de riscos geopolíticos na Ucrânia e na China, com a provável e temida invasão de Taiwan pelas tropas chinesas. Ao mesmo tempo, uma reconfiguração das cadeias mundiais de suprimentos, como a revisão daquelas longas cadeias que projetavam iPhone nos Estados Unidos e fabricavam na Ásia”, declarou ele.

Leia Mais

“Essa reconfiguração pode gerar uma economia menos eficiente, menos dinâmica, o que não é nenhuma catástrofe, mas vai afetar a economia brasileira. Ao mesmo tempo, o país vive uma situação fiscal muito delicada, periclitante, que exige reformas corajosas, duras, por um presidente que tem que demonstrar capacidade de mobilização da sociedade.”

Segundo Nóbrega, outro ponto de atenção é o estado das contas públicas do país. “O Brasil, como está, não é viável do ponto de vista da estabilidade macroeconômica do crescimento com essa situação. 93% dos gastos primários do governo federal tem destinação obrigatória com pessoal, previdência, saúde, educação, programas sociais de transferência de renda”, disse.

“Ou seja, resta 7% do Orçamento para exercitar políticas públicas, ideias pró crescimento, pró redução da desigualdade e pobreza, e isso não pode dar certo. O que estamos vendo é que o governo na transição, e muito provavelmente durante exercício, está piorando essa situação com a PEC da Transição, que pode ser um desastre.”

O ex-ministro da Fazenda ainda comentou sobre as expectativas do mercado quanto a equipe econômica e propostas do novo governo.

Tópicos



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.